A ‘digitalização’ bancária proporciona uma oportunidade para que os bancos melhorem suas ofertas de serviços para os clientes, de acordo com relatório da empresa de análise Celent.

Enquanto os bancos “há muito tempo abraçaram o conceito” do digital desde que foi criado as redes de transações eletrônicas, tais como Swift, eles agora enfrentam uma segunda onda de expectativas digitais de clientes corporativos chaves e devem mudar e executar uma estratégia digital que mantém os fortes fundamentos bancários, enquanto satisfaça simultaneamente as expectativas dos clientes chaves, diz o relatório, escrito por Patricia Hines analista sênior. ”

De acordo com o relatório, há três áreas onde a digitalização pode “melhorar a satisfação do cliente e aumentar a receita”: conectividade entre o cliente e o banco, automação do contas a pagar e recebíveis, e a cadeia de comércio e suprimentos financeiro.

“Todas as três linhas de produtos já utilizam extensa automação e digitalização, mas eles estão usando “Tecnologias antigas”, “diz o relatório – a tecnologia é muitas vezes antiquada, e muitas das iniciativas ” são meramente um processo manual realizado eletronicamente ao invés da tecnologia ser usada para transformar o processo “.

Banco-do-Futuro

Na área de conectividade entre o cliente corporativo e o banco, uma melhoria seria a simplificação das interações com os clientes, fornecendo informações oportunas e úteis nos formatos corretos.

Os clientes corporativos têm duas perguntas básicas, diz Hines: “Onde está o meu dinheiro, e quanto eu tenho?”

Embora muitos bancos têm colhido os benefícios da racionalização do sistema e redução de erros através da implantação de centros de pagamento, estruturas de pagamento, e outras soluções de pagamento integradas, existem oportunidades adicionais para uma maior automação, diz Hines.

Aumento da automatização de recebíveis – que “têm sido considerado por muito tempo a área menos glamorosa de pagamentos, apesar de ser apenas do lado oposto da cadeia de suprimento financeiro” -é uma prioridade na agenda dos bancos, impulsionados pelo desejo de aumentar a taxa de receita.

O relatório recomenda que instituições trabalhem com fornecedores de tecnologia especializados nesta área, mas que também tenham uma abordagem holística para o problema.

Fonte: BankingTech

 


Cadastre-se

RECEBA AS NOVIDADES SOBRE TECNOLOGIA E MERCADO BANCÁRIO