Os gastos mundiais com TI das empresas do setor de serviços financeiros — bancos, seguradoras, financeiras e companhias do mercado de capitais — devem atingir US$ 430 bilhões em 2014, de acordo com dados da IDC. Segundo o relatório IDC Financial Insights, os bancos serão responsáveis por metade dos investimentos totais em TI, com US$ 215 bilhões. Já as empresas do mercado de capitais devem aplicar US$ 110 bilhões no ano, sendo que as companhias sediadas na América do Norte responderão por quase a metade deste montante. Os US$ 100 bilhões restantes deverão ser despendidos por companhias seguradoras em todo o mundo.

Na quebra por região geográfica, a América Latina, Ásia-Pacífico, África e o Oriente Médio são as regiões nas quais empresas de serviços financeiros farão maiores investimentos em TI. A previsão é que os gastos com tecnologia nessas regiões cresçam mais que 7% em 2014. Já na Europa e América do Norte a expansão dos gastos continuará bem abaixo dos 5%.

“Os bancos continuam seletivos com as iniciativas de TI, focando naquelas que possam agregar valor aos seus clientes e à organização e, ao mesmo tempo, reduzir custos e melhorar a eficiência”, declarou Karen Massey, analista sênior do setor bancário para o relatório IDC Financial Insights. No caso do mercado de capitais, a IDC diz que os gastos com TI serão destinados a projetos para minimizar riscos operacionais, bem como iniciativas para aumentar a automação em uma tentativa de evitar o erro humano e a má conduta. Já as seguradoras tendem a simplificar os processos de negócios para reduzir drasticamente os custos, na medida em que seus segurados exigem ofertas personalizadas.

Fonte: Ciab


Cadastre-se

RECEBA AS NOVIDADES SOBRE TECNOLOGIA E MERCADO BANCÁRIO