O governo estuda uma proposta para fazer com que o FGTS, o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço, seja usado como garantia para empréstimo consignado.

Segundo o ministro da Fazenda, Nelson Brabosa, o governo recebeu essa proposta de instituições financeiras.

A ideia é usar o saldo da multa do FGTS, caso o trabalhador perca o emprego. Segundo o ministro, em momento de alta do desemprego, o uso do FGTS reduziria o risco de inadimplência, no caso dos trabalhadores do setor privado e, por consequência, a taxa de juros cairia.

O governo pediu mais detalhes sobre a proposta às instituições financeiras, mas Nelson Barbosa disse que ainda não há uma decisão. É preciso confirmar em quanto a taxa de juros seria reduzida e qual seria o impacto no FGTS.

Barbosa conversou com jornalistas, na semana passada, durante o Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça.

O evento reúne lideranças de diversos países para discutir temas econômicos, de interesse global, como estratégias para a retomada do crescimento mundial e ações para o aquecimento da economia nos países.

 

Fonte: Agência Brasil


Cadastre-se

RECEBA AS NOVIDADES SOBRE TECNOLOGIA E MERCADO BANCÁRIO