A economia tecnológica está criando a necessidade de transformação digital em todos os setores do mercado, sobretudo naqueles que demandam cuidado extra com gestão e administração. Nesse contexto, é possível dizer que em nenhum lugar essa necessidade é mais urgente do que em uma instituição bancária.

Em sua maioria, essas instituições já compreendem a importância dessa evolução e muitas já percebem claramente o papel fundamental da interface aberta de programação de aplicação (Open API) na disponibilização de serviços em dispositivos móveis e na Web.

Pensando nesse cenário, preparamos um artigo com os principais aspectos sobre Open APIs e a forma com que eles se materializam no mercado bancário. Acompanhe e tire suas dúvidas!

Definição de Open API

Antes de chegar ao conceito de Open APIs, é necessário compreender do que se trata. O termo é um acrônimo em inglês de Application Programming Interface — interface de programação de aplicação, em uma tradução literal.

Tecnologia que tem a finalidade de criar estruturas de programação em um determinado sistema, uma API funciona como um intermediador entre softwares e permite a comunicação entre dois ou mais sistemas para criar uma integração digital para o negócio.

O diferencial da Open API é que se trata de um código aberto, ou seja, é disponível para outras empresas e desenvolvedores. Isso não significa que a aplicação seja necessariamente gratuita, mas que é de acesso aberto no mercado.

ebook-fintechs

Benefícios do Open API em relação aos serviços bancários

Por conta de seu código aberto, a ferramenta é capaz de trabalhar em um nível bem mais maduro de evolução. Esse é, justamente, um dos principais benefícios a serem experimentados pelo setor bancário.

Como esse mercado exige níveis de controle aprimorados, bem como eficiência e agilidade nas operações, o código aberto agrega valores de excelência em qualquer operação. Sem dúvidas, é uma estratégia necessária para acompanhar as evoluções em integração de aplicações no dia a dia.

Seguir as exigências do desenvolvimento tecnológico é sempre um desafio, entretanto, uma boa dica é acompanhar as implementações com o suporte de um parceiro que já possua expertise nessa atuação.

Tecnologia relacionada ao Open Banking

De acordo com a pesquisa World Retail Banking Report 2017, as empresas Fintech são mais propensas a oferecer aos consumidores experiências bancárias positivas do que as instituições tradicionais.

Essa colaboração levou ao surgimento de Open Banking e API, que utiliza dados de clientes e inovações para criar novos fluxos de receita e mais serviços contextuais.

Consequentemente, é possível perceber que o investimento em tecnologia é uma ótima opção para alcançar um nível de crescimento exponencial e alcançar um nível diferenciado no mercado financeiro.

Além disso, clientes sempre estão em busca de benefícios que só podem ser alcançados com uma metodologia que envolva Open APIs. Isso acontece pelo fato de que o Open API permite uma integração entre o sistema do banco e diversas aplicações para criar uma experiência única para o consumidor.

Ao disponibilizar uma API Aberta, bancos estarão permitindo que outros players consigam fornecer seus produtos e serviços, mas de maneira diferenciada, inovadora e cada vez mais adequados às necessidades dos clientes.

Como você pode perceber após a leitura desse post, os conceitos de uma interface Open API podem criar um diferencial competitivo para o setor bancário e, logo, para a sua instituição.

E então, gostou do assunto abordado? Então, aproveite para continuar bem informado e confira um material especial sobre o crescimento e desafios do mobile banking.

ebook-fintechs

Cadastre-se

RECEBA AS NOVIDADES SOBRE TECNOLOGIA E MERCADO BANCÁRIO