Você já se perguntou como será o banco do futuro? Uma coisa é certa: ele será muito diferente do formato que conhecemos hoje. Cada vez mais tecnológico e menos focado em produtos, essa nova estrutura de instituições bancárias deve ajudar as pessoas em seu cotidiano. Se hoje as propagandas de bancos já transmitem cada vez mais o conceito de interatividade, num futuro próximo eles passarão a fazer uso maciço de dados para gerar inteligência e diferenciais competitivos, ou seja, criar soluções para seus clientes, principalmente focando em serviços. E para te contar mais sobre esse modelo de banco do futuro, listamos no post de hoje alguns dos principais conceitos que serão adotados por eles, bem como para você ter em mente das adaptações que, gradativamente, serão adotadas. Acompanhe!

Crowndsourcing, design e o banco 

Desde 2014 o Deutsche Bank, o banco alemão, promove um projeto chamado Future Banking. Trata-se de uma competição internacional de design aberta ao público em geral, na qual a instituição bancária busca ideias em aplicações, dispositivos, produtos e serviços para promover uma melhor experiência digital a seus clientes.

Além de juntar o crowndsourcing — conceito no qual pessoas de diversos locais se juntam para colaborar entre si e criar inovações — com esforços para avançar no ambiente digital por meio do design, o Deutsche Bank ainda saiu na frente ao utilizar o conceito de Banco do Futuro.

Assim como o banco alemão, o número de instituições bancárias que estão investindo no design não para de crescer, vislumbrando a facilitação do acesso de seus clientes principalmente por meio de dispositivos móveis, como tablets e celulares. Conheça o case de Design thinking aplicado pelo IDEO no Interbank, clicando aqui. 

ebook-panorama-mercado-bancario-nacional-internacional

 

 O Big Data e o banco do futuro

Em um relatório chamado ‘Construindo o Banco de 2030’, publicado no site da empresa de consultoria Ernst & Young, foram listadas 8 tendências para o setor bancário nos próximos 15 anos: “Em 2030, os bancos irão aprofundar as suas ligações pessoais com os clientes através de técnicas de análise de dados que podem parecer fantásticas para os padrões atuais. Do lado de fora, o modelo de negócio para um único banco global em 2030 poderá se parecer com centenas de bancos, cada um com um produto específico que se adapte a um segmento de clientes ”, diz o relatório. Assista à entrevista do Juan Moreno, Diretor da Accenture, sobre as tendências do Banco do Futuro e a personalização dos serviços bancários.

 

Banco-do-Futuro

 

O relatório da EY fala sobre Big Data, o emaranhado de dados que não param de crescer desordenadamente na web, que começa a ser domado pelas instituições bancárias para entender o comportamento do consumidor e, a partir daí, se antecipar com soluções em crédito, aplicações e etc., além de melhorar a experiência. Confira a importância do gerenciamento da tecnologia no Banco do Futuro, clicando aqui.

Ao estruturar e analisar dados por meio de ferramentas de Analytics, Business Intelligence, dentre outras, os bancos do futuro conseguirão aconselhar melhor seus clientes na hora de oferecer uma aplicação financeira, por exemplo. Com o cenário atual, é possível acreditar que algoritmos cada vez mais potentes poderão ajudar a monitorar o comportamento dos usuários e alertá-los em relação à segurança de suas contas e transações.

 

Assista ao vídeo abaixo e conheça aplicação da Computação Cognitiva para o Banco do Futuro :

 

A partir disso e com o avanço da tecnologia, máquinas cada vez mais inteligentes podem se tornar conselheiros financeiros que, além de demonstrar quais as melhores opções de investimentos, poderão assumir comportamentos como alertar quando uma compra foi feita por impulso antes que a transação seja completada, por exemplo. A Simply, empresa de tecnologia focada no setor financeiro, utiliza rede neural ( espécie de cérebro eletrônico) no produto Atomics  para classificar e analisar eletronicamente os documentos que fazem parte da formalização ou operações dos Bancos.

Dessa forma, o banco do futuro vai se moldando às necessidades cada vez mais latentes dos usuários desse serviço. Deixe seu comentário contando para nós o que achou desse processo de perspectiva tecnológica bancária através dos comentários. Dúvidas e sugestões também serão bem-vindas.

atomics-beta

Cadastre-se

RECEBA AS NOVIDADES SOBRE TECNOLOGIA E MERCADO BANCÁRIO