Mesmo com todos os progressos tecnológicos e conhecimentos de mercado, ainda há muitos desafios que precisam ser vencidos pelo setor financeiro, a fim de que possa se tornar mais rentável e eficiente.

Embora a maioria desses desafios seja complexa e possua impactos muito relevantes, grande parte deles abre oportunidades de negócio, melhorando a situação da atividade. Que tal conferir quais são os cinco principais desafios dos processos no setor financeiro e como é possível vencê-los?

Lentidão elevada dos processos

Muitos processos do setor financeiro ainda são feitos de maneira manual, o que faz com que sejam mais lentos e, portanto, mais demorados. Isso inclusive diminui ou prejudica a disponibilidade dos resultados desses processos, já que é preciso esperar um tempo muito maior para ter acesso às conclusões.

Nesse sentido, o melhor jeito de diminuir o tempo de conclusão do processo é investir não apenas em ferramentas automatizadas, mas também em ferramentas que sejam personalizadas para cada caso. Uma análise de crédito, por exemplo, pode ser muito mais rápida se for feita de maneira automática, o que aumenta a produtividade.

Identificamos algumas dúvidas sobre a Tecnologia OCR e a sua utilização na automação de processos internos de Instituições bancárias. Criamos um eBook sobre este assunto para ajudá-lo a automatizar alguns processos. Faça o Download gratuito do eBook neste link: O que é o OCR e quais as vantagens para as Instituições Financeiras

Alto custo

A maior lentidão também faz com que boa parte dos processos no setor financeiro seja mais cara. Aliado a isso, existe o falto da eficiência não acompanhar os custos e muito menos o tempo que o processo demora. Com isso, o setor financeiro acaba pagando mais por um serviço menos eficiente e que demora mais a ser concluído.

As soluções financeiras também tendem a resolver essas questões, porque, se tempo é dinheiro, a economia começa logo em acelerar os processos. Ao torná-los mais completos e mais disponíveis, essas soluções também fazem com que eles possuam um custo final menor.

Riscos de confiabilidade

Os riscos de confiabilidade também estão associados ao uso extensivo de mão de obra humana. Isso significa que, ao designar funcionários para tarefas excessivamente complexas, como conciliações muito longas ou cálculos muito complexos, existe um risco associado de que essas informações estejam erradas em maior ou menor grau.

Automatizar os processos, por sua vez, garante que esse risco seja diminuído ao mínimo possível, já que a configuração e uso corretos garantem que os dados sejam realmente relevantes e confiáveis.

A empresa mineira com foco no mercado financeiro, a Simply, possui uma solução completa para automatizar processos e fluxos dos bancos. O S-Works, permite que as atividades estratégicas sejam designadas à sua equipe e as tarefas manuais, cálculos e controles sejam feitos pela tecnologia.

Dificuldade de adaptação

As pessoas estão cada vez mais conectadas, e isso também é verdade quando se fala de serviços financeiros. Com cada vez mais dispositivos móveis, as pessoas querem poder acessar sua conta do banco ou receberem atendimento de onde estiverem, por exemplo. Apesar de crescer a passos largos, essa é uma realidade considerada recente e, por isso, o setor financeiro ainda encontra desafios em se adaptar.

Essa dificuldade, inclusive, está associada a outros desafios como os custos e a lentidão. Com isso, é necessário não apenas que a adaptação seja feita, mas também que seja barata e rápida. Contar com sistemas de captura e atendimento ou automação de atividades manuais através de robotização, por exemplo, é uma forma de adaptar a realidade do setor para a necessidade cada vez maior que os clientes possuem de um atendimento de qualidade.

Problemas de segurança

A dificuldade de adaptação, inclusive, está diretamente relacionada aos problemas com segurança encontrado pelo setor. Como o trânsito é de informações altamente confidenciais e importantes, o setor financeiro ainda encontra dificuldades em garantir a segurança, principalmente falando de adaptação a novas realidades.

Como vencer os desafios deste setor?

O setor financeiro ainda encontra muitos desafios para que possa atuar de maneira totalmente otimizada. Para vencê-los, as Instituições precisarão de estratégia, conhecimento das tendências, conhecimento do seu cliente e Tecnologia.

O problema da lentidão dos processos e da dificuldade de adaptação são agravados pela mudança no comportamento dos clientes. O Mobile banking e as Fintechs são um reflexo da mudança do consumidor. Eles estão imediatistas e exigentes, buscam um relacionamento próximo e ao mesmo tempo sem a necessidade de conversar com um gerente. Analisando o mercado e as Tendências, as Fintechs lançaram produtos que atendem à essas demandas. Realizamos uma análise sobre este fato, se o surgimento das Startups é uma oportunidade ou uma ameaça neste artigo: Revolução das Fintechs.

Desenvolvemos um Ebook sobre as Tendências do Banco Futuro para construírem estratégias sólidas e vencerem os desafios do setor financeiro: Ebook 8 Tendências que definem o Banco do Futuro 

A Tecnologia é fundamental neste momento. A TI dos Bancos possui uma grande responsabilidade na transformação social. Será necessário analisar se irão internalizar os projetos ou contratar empresas de Tecnologia especializadas neste mercado. A vantagem na parceria com outras empresas é o Knowhow que elas possuem do mercado e da tecnologia, escalabilidade e controle dos prazos.

Estas empresas permitem que os Bancos melhorem a sua experiência com os clientes, reduzindo o tempo de espera e a burocracia através de soluções de Robotização, OCR, Inteligência artificial e Mobile Banking. Um produto, como exemplo, é o Atomics. Ele é capaz de reduzir o tempo de uma análise de crédito através da Triagem eletrônica de documentos. Faça um Trial do Atomics: Atomics Beta.

Gostaria de ter ajuda para vencer os desafios desse setor? Entre em contato com a Simply!  Contato Simply

Cadastre-se

RECEBA AS NOVIDADES SOBRE TECNOLOGIA E MERCADO BANCÁRIO